Cuidados antes de comprar passagens promocionais

ago 31, 16 Cuidados antes de comprar passagens promocionais

Passagens promocionais

Comprar passagens aéreas promocionais requer atenção dos consumidores, cuidados antes de comprar passagens promocionais são importantes.

Durante o período de baixa estação, antes dos períodos das férias de dezembro e julho, as empresas de aviação costumam oferecer voos com preços mais vantajosos, mas com restrições, que envolvem desde período determinado para viagem até o não reembolso.

Impor condições diferentes para as viagens em promoção não é ilegal, desde que as normas estejam claras para o consumidor assim que ele iniciar o processo de compra.

É importante analisar a oferta antes de comprar, porque alguma cláusula abusiva pode estar no meio. Por exemplo, o Idec alerta que as empresas não devem cobrar taxa de 100% sobre o valor da passagem, caso o cliente decida cancelar.

“O cliente nem sempre lê o que está escrito. O Idec defende que o valor da multa, no caso de cancelamento, seja de 5% do valor da passagem.

Quem se deparar com um critério que estabeleça multa de 100% sobre o valor da passagem pode fazer uma denúncia no site www.consumidor.gov.org, vinculado ao Ministério da Justiça.

Boa parte das empresas de aviação são parceiros da plataforma. O consumidor deve receber resposta em até dez dias”, afirma a advogada do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) Claudia Almeida.

Para aproveitar as viagens promocionais, é preciso se planejar com antecedência.

O estudante Emmanuel Dantas, 22 anos, é um dos viajantes que acredita nisso.

Ele prefere comprar passagens no período de baixa estação e faz comparações dos preços e de condições ofertados por cada empresa.

“ Acho importante se planejar com antecedência para não precisar cancelar a viagem ou mudar a data depois, porque aí já vou precisar pagar a diferença tarifária”, comenta.

As restrições variam de acordo com a companhia aérea

A Gol cobra taxa de R$ 130 em caso de cancelamento ou alteração para voos. Se o cliente não aparecer, o custo é de R$ 200. A tarifa não é reembolsável.

A Azul estipula datas para a viagem (por exemplo, a promoção é válida para viagens entre 10 de janeiro e 10 de fevereiro), determina número máximo de passagens promocionais que podem ser compradas por cada cliente.

As promoções sempre estão sujeitas a alteração sem prévio aviso.

Além disso, as promoções só são válidas para trechos operados diretamente pela companhia. Já a Latam informou que as normas podem variar.

As regras são informadas ao consumidor no site quando as promoções estão em vigor.

Publicado por Bianca Bion
Este conteúdo foi produzido pelo Sistema Jornal do Comercio de Comunicação link:

uol.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: